A Porta Estreita

Porque é apertado o caminho que leva à vida…

Acerca do Batismo

BatismoNão, eu não vou falar sobre o Batismo no Espírito Santo, esse assunto controverso e delicado, visto de formas tão diferentes em diferentes denominações, causando em alguns casos inclusive discriminação entre irmãos. Porém o batismo que falarei hoje é o batismo nas águas, assunto bem menos controverso. Será?

Primeiro, vamos pensar nos tipos de batismo: imersão, aspersão e efusão. O batismo por aspersão é aquele em que a água é borrifada na cabeça, utilizado pela Igreja Católica. Por efusão a água é despejada sobre a pessoa, e por imersão é o mais usado nas igrejas evangélicas, onde a pessoa é mergulhada em água. Como a palavra batismo vem do grego baptismō e significa mergulhar, nós batistas acreditamos que o processo de imersão é o correto, portanto efetuamos o batismo em lagos, rios, praias ou piscinas. Poderia citar passagens bíblicas acerca do batismo, mas acho que hoje não vem ao caso.

A questão que gostaria de levantar é: quem pode afirmar se um batismo é válido ou não?

O batismo é símbolo do arrependimento, que já foi gravado no seu coração no dia da conversão. A partir do momento em que você aceita a Cristo como seu Senhor e Salvador, você já é um cidadão do Céu, e o batismo é como uma aliança de casamento, que apenas simboliza sua salvação como o anel simboliza seu casamento. Para que o batismo seja genuíno, é necessário que a pessoa tenha se arrependido de verdade, e tenha convicção do porque está se batizando (por isso somos contra o batismo de crianças, que não tem consciência do próprio pecado e, portanto, não pode se arrepender), e isso só a própria pessoa pode dizer.

Em algumas denominações, ou mesmo igrejas mais conservadoras, nenhum batismo é aceito senão o que for feito na própria igreja. Essa doutrina é fruto de um coração duro e de um exclusivismo demoninacional, que restringe o poder de Deus a um templo ou a um grupo específico. Anular um batismo porque ele foi feito em outra denominação, é tirar do batizado sua convicção num ato simples e simbólico, que não leva ninguém à salvação.

Em nossa Igreja, perguntamos ao novo membro: “Você foi batizado em uma Igreja Evangélica? Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo, como o exemplo que Jesus deixou? Tem convicção do seu ato, dentro do seu coração?” Se sim, pra que batizar de novo? Mesmo o batismo com aspersão, feito com convicção de ato, é aceito, porque é a própria pessoa quem avalia, não um pastor ou um entrevistador.

Triste são as pessoas que se batizam, mas não tem convicção sequer do seu compromisso com Cristo, de morrer para o mundo e viver para Ele. Esses deveriam ter seu batismo questionado, ter sua árvore cortada e lançada ao fogo (Mt 3.10), e muitas vezes não o são.

Nós, que deveríamos ser a luz do mundo, estamos afundando cada vez mais em trevas…

Anúncios

10/07/2009 - Posted by | Discipulado

1 Comentário »

  1. Para entender o significado do batismo na igreja primitiva visita… http://www.aigrejaprimitiva.com/dicionario/BATISMONAIGREJAPRIMITIVA.html

    Comentário por igreja primitiva | 23/05/2010 | Responder


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: