A Porta Estreita

Porque é apertado o caminho que leva à vida…

Se é Gospel, é Bom?

tenis_gospelShow, teatro, rave, funk, passeata, água, micareta. Tudo gospel. A cada dia vemos mais produtos oferecidos com o termo gospel no final, o que, teoricamente, purifica, justifica e santifica qualquer que seja este produto. Uma faca de dois gumes que, de um lado nos torna cada vez mais consumidores exclusivistas, com marca própria, com mercado próprio, e que do outro lado nos mistura cada vez mais com o mundo, com o falso rótulo de que “estou fazendo mas é gospel, não é mundano”.

A expressão gospel significa, como uma contração do inglês, God spell, em português evangelho. O termo música gospel surgiu no gueto americano, aquelas músicas negras que ouvimos nos filmes da Woopy Goldberg. No Brasil, ganhou a força de designar tudo aquilo que pertence a Deus. Mas será que tudo que é gospel no Brasil, vem de Deus?

Há um tempo assisti uma reportagem de um templo em São Paulo que promovia lutas de vale-tudo, com direito a ringue e tudo, e entre uma luta e outra o pastor pregava a Palavra. No final da reportagem, um close do repórter nas garrafas de cerveja que ficavam nos cantos da Igreja, no final de mais um evento.

Em Bangu é celebrado o Funk Soul Gospel, ou algo do gênero. Tem iluminação de baile funk, tem batida de baile funk, é no horário do baile funk, mas pera aí, é gospel! Será que é mais uma estratégia pra atrair os sem igreja, ou uma chance da igreja provar do mundo?

balada gospelIsso sem falar no próprio mercado gospel: cds, dvds, livros, bonés, camisetas, marcadores, copos, lenços, tudo desenvolvido puramente para honra e glória do Senhor. Será? Será que os produtos vendidos são feitos para agradar a Deus ou aos homens? Perfumes, sabão em pó, ternos, óleos, jóias. E as letras gospel, são escritas pro Senhor, com o intuito de semear a Palavra de Deus? Em alguns momentos, eu duvido.

Chegará o dia em que o crente viverá num mundo só dele, exclusivo e anti-bíblico. Teremos um mercado só nosso, onde os não batizados, os não convertidos, os não tocados pela Graça, estarão de fora. Teremos que buscar supermercados gospel, dentistas gospel, consumir alimentos gospel e beber água gospel. Opa! A água gospel já existe.

Na minha humilde opinião, este é o princípio das dores.

Anúncios

15/09/2009 - Posted by | Adoração

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: